A 5ª viagem da Rede+Voz no ano de 2019 foi para Tubarão, mais precisamente no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) no dia 12/03/2019.

Esta foi uma visita diferente das realizadas anteriormente pela rede, pois o HNSC é um UNACON, no formato portas abertas, de grande porte, mas não oferece nenhum serviço de reabilitação para os pacientes de câncer de cabeça e pescoço, consequentemente não dispõe de equipe multidisciplinar. Por isso as atividades se concentraram em reunião com equipe de enfermagem, que coordena o setor de oncologia, com a coordenadora da Educação Permanente e uma entrevista com o Dr. Francisco Castro dos Santos, além de uma visita guiada pelo hospital.

O HNSC é uma instituição que atende SUS e Convênio/Particular, sendo que 80% do seus atendimentos são de origem SUS. O HNSC é referência como hospital Geral para o sul do Estado de Santa Catarina, atendendo toda a região da Amurel (Associação dos Municípios da Região de Laguna). Recentemente em 2015 o hospital passou por uma mudança de gestão, sendo gerido pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC). A ACSC administra 15 Casas na área da Saúde, que constituem uma rede com dezenas de serviços voltados ao setor, que abrangem desde a atenção primária, secundária até a terciária, dentre ela está outro instituição da Rede+Voz, o Hospital Santa Isabel em Blumenau. Segundo os gestores o HNSC, essa mudança beneficiou bastante o hospital com melhorias de processos e gestão dos recursos.

Fomos recebidos pelas enfermeiras Ariana Scotti de Almeida e Marli Rafael Joaquim, enfermeira chefe do setor de oncologia e enfermeira coordenadora da educação permanente. A instituição e a estrutura é antiga e razoavelmente conservada de maneira geral, diferentemente do setor de oncologia. Este setor é um espaço físico que eles chamam de “Unacon”, reservado dentro do hospital, que foi recentemente reformado com uma boa estrutura. Ali ficam os consultórios dedicados ao setor, bem como a sala de quimio e as salas de espera. Não existe um setor dedicado a para a cabeça e pescoço. Esta ala do hospital encontra-se em melhores condições do que resto da instituição, pois segundo as profissionais, ele recebe mais verba dos convênios e do privado.

Tivemos três momentos com os profissionais do HNSC: uma reunião com dupla de enfermeiras e a coordenadora de comunicação, uma reunião com o cirurgião de cabeça e pescoço, Francisco Castro dos Santos, e uma visita guiada pelo hospital, com uma conversa rápida com a equipe de oncologia. Nesses momentos pudemos explicar as atividades da ACBG e conhecer mais sobre a realidade da instituição. Voltamos à Florianópolis gratos com a conexão e com a missão comprida de mais uma visita da Rede+Voz realizada em SC.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Deixe seu comentário! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *