Servidores recebem orientações para se  prevenir sobre a doença  e levar cuidados para pessoas da família

Luciana Barros/Governo do Tocantins

Com o tema “O câncer tá na cara, mas às vezes você não vê”, o Julho Verde vem chamar atenção da sociedade para  conscientizar as pessoas sobre o câncer de cabeça e pescoço e a importância de se fazer a prevenção e ficar atento aos sinais de alerta da doença. Nesta quarta-feira, 17, o Hospital Geral de Palmas por meio da equipe multiprofissional do Ambulatório de Especialidades,  do serviço de  cirurgia de cabeça e pescoço , realizou palestras  e  distribuiu material informativo, orientando servidores do setor da cozinha, da RECEP,  radiologia, imagenologia, entre outros da unidade. As atividades contaram com presença da médica do serviço de  Cabeça e Pescoço do HGP, Rayla Souza, a fisioterapeuta Talita Brunes e a psicóloga Rosicler Lopes Ribeiro.

 

 

“Nosso intuito foi orientar os colaboradores sobre a identificação precoce dos sinais e sintomas que podem surgir na face, região da boca e pescoço  e levar os cuidados para dentro de suas casas. O câncer de  boca, por exemplo, poder ser feito o autoexame na região bucal ao olhar no espelho. É essencial olhar para pessoas próximas a você também”, destacou a médica do serviço de  Cabeça e Pescoço do HGP, Rayla Souza. “Importante também ficar atento ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tabagismo, exposição solar e vírus HPV (Papilomavírus Humano)”, finalizou.

Em pacientes jovens, a infecção pelo HPV tem ampliado o número de novos casos de orofaringe devido à prática do sexo oral sem preservativos. A utilização do narguilé(cachimbo de água utilizado para fumar tabaco aromatizado) e o consumo excessivo do álcool também têm correlação com o aumento do número de casos em jovens de 18 a 30 anos.

 

 

 

A psicóloga do Ambulatório de Especialidades do HGP, Rosicler Lopes Ribeiro, destacou a necessidade do autocuidado. “É necessário que cada um de vocês  se olhem por inteiro e busquem internamente o desejo de se cuidar. A primeira casa do ser humano é o próprio corpo. Onde estamos habitando? Eu gosto do corpo que moro, estou satisfeito e feliz com o meu corpo, que cuidado estou tendo para manter o meu corpo habitável, saudável?”, questionou a psicóloga. “Alguns de nós não temos o hábito de buscar a prevenção e empurramos a saúde colocando-a em outros planos. Se eu não cuidar da minha morada quem irá cuidar? Se eu não arrumar minha casa, quem irá fazer? Quem além de nós conhece as nossas necessidades, desejos, sonhos? Precisamos conhecer cada parte do nosso corpo, reconhecer as nossas emoções, sentimentos e crenças, para que sejamos vistos numa totalidade, por inteiro”, enfatizou.

De acordo com o diretor geral hospital, Leonardo Toledo, estas palestras são uma forma de cuidar destes profissionais. “Parabenizo todos os servidores envolvidos nesta campanha. É de suma importância que nossos profissionais sejam alertados sobre este tipo de câncer”, salientou.

Quem ficou atento a todas as dicas e cuidados foi copeiro Francisco das Chagas. “É muito importante, a gente precisa se cuidar primeiro e olhar para pessoas ao nosso redor, como família, amigos e colegas. Vou procurar transmitir as informações ao máximo de pessoas para que todos se previnam”, afirmou.

Dados

Somente em 2018,  o Hospital Geral de Palmas (HGP) realizou 330 cirurgias desta especialidade. Os tipos de cirurgias mais realizadas são tireoidectomia total, esvaziamento cervical, ressecção de câncer de pele, ressecção de tumor de boca e  laringectomia.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Deixe seu comentário! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *