1º Seminário de Câncer de Cabeça e Pescoço (CCP)

No dia 11 de julho de 2019, a Deputada Federal Carmen Zanotto (CIDADANIA – SC) e a Associação de Câncer de Boca e Garganta – ACBG Brasil, realizaram o 1º Seminário de Câncer de Cabeça e Pescoço, na Comissão de Seguridade Social e Família, na Câmara dos Deputados – Anexo 2, plenário nº 5, em Brasília.

A audiência pública foi um evento oficial do Julho Verde – Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Cabeça e Pescoço, no qual foi realizado amplo debate que teve início às 11h15 com abertura da mesa pela Dep. Carmen Zanotto, com objetivo de discutir sobre “Políticas Públicas para o Câncer de Cabeça e Pescoço”. O evento teve duração de  três horas e foi dividido em duas mesas, em dois momentos distintos. Cada convidado teve a oportunidade de fala de 15 minutos totais para expor sobre o estado atual do câncer de cabeça e pescoço no país, apresentando dados e casos reais, dentro da sua especialidade. 

Presidido pela própria Dep. Carmen, as duas mesas tiveram as seguintes configurações:

Convidados da 1º mesa:

  • Dr. Marco Aurélio Kulcsar, representante da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP);
  • Dr. Gilberto Castro, representante da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC);
  • Melissa Ribeiro, sobrevivente de câncer de laringe e presidente voluntária na ACBG Brasil;
  • Aline Leal Gonçalves, representante do Ministro da Saúde.

Durante a primeira mesa os parlamentares Miguel Lombardi (PL – SP), Silvia Cristina (PDT – RO) e Paula Belmonte (CIDADANIA – DF) fizeram as suas considerações e demonstraram apoio a causa.

Em uma das falas, Melissa Ribeiro, sobrevivente de câncer de laringe e presidente voluntária na ACBG Brasil, ressaltou a falta de interesse político para mudar a realidade da doença no Brasil, expôs os problemas e gargalos do atual SUS, além de propor soluções factíveis e necessárias, como:

Para encerrar a apresentação, a presidente da ACBG Brasil, fez a entrega simbólica de uma cópia da proposta de atualização robusta e técnica de revisão da Portaria n.º 516, de 17 de junho de 2015, Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas do Câncer de Cabeça e Pescoço, o fruto de quase dois anos de trabalho, elaborado pelo Grupo de Trabalho de Câncer de Cabeça e Pescoço – GTCCP, que deseja garantir aos pacientes uma atenção integral, multidisciplinar e contínua, que compreenda a prevenção, o diagnóstico, tratamento e reabilitação.

A proposta foi entregue para cada parlamentar presente e para a representante do Ministério da Saúde, Aline Leal Gonçalves. A entrega também foi protocolada no gabinete da Secretaria de Atenção à Saúde – (SAS/MS) e no gabinete do Ministro da Saúde no dia 16 de julho de 2019.

A ACBG Brasil já havia realizado a entrega da proposta a CONITEC e ao Ministério da Saúde, que acompanhou todo o processo de elaboração, estando presente em ambos os encontros. Ela está sendo analisada a fundo pela Dra. Maria Inês e pela Dra. Vânia.

Além disso, os órgãos comprometeram-se em manter o GTCCP como grupo de consultivo de especialistas no processo de atualização efetiva da portaria no 516.

Convidados da 2ª Mesa:

  • Dr. Marcelo Marcucci, representante da Associação Brasileira de Odontologia (ABO);
  • Dr. Felipe Kuhnen, representante da Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT);
  • Cristina Fúria, representante da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa);
  • Ticiana Imbroisi, representante da ACT Promoção da Saúde.

Além dos citados acima, durante a segunda mesa foi aberta a fala para a representante da SBPO, Juciléia Rezende Souza e o Dep. Dr. Zacarias Calil (DEM – GO).

O evento também pode contar com as seguintes presenças:

  • Dep. Dr. Frederico – PATRIOTA – MG;
  • Dra. Águida Miranda, representante da Sociedade Brasileira de Estomatologia e Patologia Oral (SOBEP);
  • Dr. José Ulisses Manzzini Calegaro; representante da Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC).

Durante toda a duração da audiência pública o plenário estava cheio com o comparecimento de profissionais da saúde, pacientes, assessores e estudantes de fonoaudiologia da UnB e Uniplan. Isso demonstra o interesse da sociedade sobre o tema debatido e anseio por respostas do poder público sobre os principais problemas enfrentados.

Como resultado, o seminário trouxe exposição pública e um importante aumento de apoio parlamentar para as mudanças na realidade que necessitamos.

Você pode assistir o evento completo no site oficial da Câmara dos Deputados neste link. (Caso não tenha acesso ao vídeo, favor entrar em contato o Arquivo da Câmara).

Agradecemos a todas as instituições e profissionais envolvidos no projeto. Convidamos você a conhecer o trabalho de todos: