,

Advocacy antitabagismo

A ACBG Brasil participou do X Seminário Alianças Estratégicas para Promoção da Saúde – Aprender, Conectar, Agir e Inspirar Pessoas, promovido pela Aliança de Controle do Tabagismo (ACT), realizado na cidade de Brasília/DF, entre os dias 14 e 17 de agosto de 2017. Uma das atividades desenvolvidas pelos participantes do referido Seminário foi a de realizar o advocacy na prática acerca de alguma demanda que a entidade organizadora do evento estava promovendo junto aos entes políticos. Atuamos com o Projeto de Lei n.º 769/2015, no Senado Federal, que em linhas gerais discute, a proibição da realização de propaganda de cigarro e a proibição do uso de aditivos que disfarçam o gosto real do tabaco. Iniciamos as visitas no Gabinete do Senador Ataídes Oliveira, onde conversamos com a Assessora Ana Paula, que se comprometeu a conversar com o Senador para apoiar o pleito e para que seja possível realizar audiência pública sobre a temática. Na sequência, visitamos o Gabinete da Senadora Fátima Bezerra, onde a Chefe de Gabinete Maria Zizi Farias, nos informou que falará com a Senadora para que apóie o pleito na Comissão, manifestando sensibilidade à causa. Autor do Projeto e importante peça para a aprovação do PL, o Senador José Serra nos atendeu, por intermédio de seus assessores Leonardo e Marcos Kohler, que nos informaram sobre o andamento do projeto e ressaltaram a importância da existência de quorum suficiente na Comissão para votação e para a realização das discussões que se fizessem ainda necessárias. Por fim, finalizamos as visitas aos Gabinetes conversando com Eduardo, Chefe de Gabinete do Senador Dalirio Beber, em que também pudemos contar com seu apoio com relação a essa importante demanda de saúde pública. A ACBG segue acompanhando o Projeto de Lei por perceber a importância de sua aprovação para os brasileiros. Juntos somos mais fortes!

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Participe da discussão :)
Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *